Como evitar a queda de energia em períodos de chuva?

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em períodos de chuva intensa, como acontece no verão brasileiro, é quase certo que acidentes aconteçam e comprometam o abastecimento de energia elétrica.

Infelizmente, em muitas localidades as políticas públicas de ocupação territorial não são elaboradas adequadamente. Isso acarreta em enchentes e alagamentos, colocando em risco a vida humana e resultando em grandes prejuízos materiais. Além dos ocorridos de grandes proporções, consequências mais corriqueiras como queda de árvores, postes e rompimentos de cabos acabam por resultar em queda de energia.

Você sabe como evitar ou se prevenir da falta de energia no seu empreendimento ou na sua casa? Veja algumas dicas importantes para contornar a situação:

 

1. Faça a manutenção da sua rede elétrica

Seja em residências, empresas ou indústria, a queda de energia pode causar enormes prejuízos. Ainda mais no Brasil, que tem uma grande incidência de raios: por ano, registra-se 78 milhões de quedas!

Por isso, por mais que o projeto de instalação tenha sido implementado com cuidado, a manutenção preventiva sempre precisa ser feita. Alguns fatores podem ser ainda mais comprometedores, como a idade do imóvel, superaquecimento dos fios, condições gerais dos equipamentos elétricos e demais componentes do sistema.

Alguns cuidados importantes para a manutenção correta:

  • Use equipamentos e componentes certificados pelo INMETRO.
  • Não use multiplicadores de tomada: prefira filtros de linha com interruptores.
  • Fios desencapados, amassados ou com isolamento comprometido devem ser imediatamente substituídos para evitar um curto-circuito.
  • Para a verificação das condições do sistema elétrico, contrate um profissional qualificado e com habilitação para trabalhar dentro das normas técnicas.

 

2. Tenha um seguro que cubra danos pela queda de energia

Se sua empresa ainda não tem um seguro que cubra esse tipo de dano, é importante repensar! Caso já tenha, certifique-se de que a prevenção de descargas atmosféricas está incluída no contrato. Geralmente, esse tipo de ameaça está incluída na cobertura dos seguros multirriscos empresariais.

Os danos causados pelas descargas elétricas que as chuvas trazem são diversos: incêndios em florestas e plantações, queima de equipamentos, danos em linhas de transmissão, dentre outros.

 

3. Conte com um gerador de energia

Um gerador de energia é a garantia de abastecimento ininterrupto e com energia confiável. Imagine ter que interromper uma produção ou ter sua entrega comprometida em virtude da queda de energia?

Além disso, há instituições como Hospitais e Centros de saúde que não podem correr nenhum risco de ficar sem abastecimento energético.

Comércios, shoppings, escolas, data centers e condomínios também precisam ter uma fonte de energia reserva, para garantir a segurança, manter os estoques e evitar danos em aparelhos eletrônicos.

 

4. Verifique a viabilidade de instalar um para-raios

O Corpo de Bombeiros exige a instalação dos SPDA (Sistemas de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) em alguns tipos de edificação:

  • Prédios com mais de 30 metros de altura.
  • Locais que contenham material inflamável.
  • Locais que contenham material inflamável.
  • Estruturas isoladas com mais de 25 metros de altura.

Se a instalação de um SPDA for indicado para o seu caso, é preciso contar com uma avaliação, laudo e projeto de um engenheiro habilitado.

 

5. Mantenha seus backups em dia

A queda de um raio pode fazer com que equipamentos eletrônicos queimem e, com isso, colocar em risco toda a documentação e trabalho de um empreendimento. Isso porque a digitalização já tomou o espaço da velha prática de arquivos físicos, em papel (que, por sua vez, também estão em risco em casos de incêndios causados por descargas elétricas).

Por isso é importante cuidar do backup desses registros, principalmente das que envolvem dados sensíveis, informações de clientes, banco de informações ou documentos de relevância crítica para a vida da empresa.

Os danos causados pela queda de energia muitas vezes são incontornáveis. Contudo, com prevenção e cuidados existem formas de se amenizar bastante esses impactos, garantindo a segurança das pessoas e também de bens materiais. Para saber mais sobre os impactos da falta de energia, leia aqui!

 

Gostou das nossas dicas? Compartilhe o texto nas suas redes sociais para que mais pessoas e empresas possam estar protegidas!

Mais para explorar