Qual é o custo de geração de energia por fonte?

Qual é o custo de geração de energia por fonte?

No Brasil, a eletricidade é produzida por diversas fontes, e saber o custo de produção de cada uma delas é importante, sobretudo, para as indústrias que pretendem investir em uma fonte própria de geração de energia elétrica.

Porém, nos últimos anos, a discussão acerca da sustentabilidade e o estudo de novas práticas de produção que causem menor impacto à natureza ganharam a atenção também de grande parte da população. 

Práticas simples para economizar energia em casa, por exemplo, fazem parte das estratégias adotadas para repensar os hábitos de consumo e, assim, proteger a natureza. 

Segundo pesquisas recentes, até 2025, o país terá que produzir cerca de 200 terawatts-hora (TWh) de eletricidade, o que significa quase um terço a mais comparado a produção atual.

Se no país a maior parte da energia produzida provém de hidrelétrica, reflita sobre a seguinte pergunta: você conseguiria imaginar quanto custaria, em reais, construir uma hidrelétrica? E os custos com a produção de energia a partir dela? 

Continue lendo e entenda melhor sobre os custos de geração de energia por fonte.

Saiba mais sobre quanto custa a geração de energia elétrica por fonte

Para facilitar o entendimento deste assunto, em 2017, o Instituto Escolhas criou a plataforma #QuantoÉ? Gerar Energia, que informa aos usuários sobre os valores necessários à serem investidos para produzir energia a partir da matriz energética escolhida. 

Além disso, permite que qualquer pessoa escolha qual ou quais seriam as fontes de energia ideais para que o Brasil consiga produzir eletricidade para suprir a demanda adicional estabelecida para 2025. 

Metodologia da plataforma #Quantoé?

Ao todo, o Brasil, hoje, produz energia elétrica a partir de seis fontes distintas: hidrelétrica, solar fotovoltaica, térmica a biomassa, térmica a gás natural, térmica a carvão mineral e eólica. Na plataforma, é possível estimar os custos de produção de cada uma destas fontes, além da usina nuclear. 

Segundo a plataforma, um dos objetivos da ferramenta é fazer com que o consumidor entenda o impacto que tais investimentos causam na economia do país, à natureza (quantidade de emissão de gás carbônico) e, claro, no seu bolso. 

Outro fator interessante é o de que o usuário também consegue fazer o comparativo de valores estimados entre as fontes disponíveis, para que assim ele consiga fazer uma melhor avaliação das mesmas.

O cálculo utilizado pela plataforma para estimar os custos da fonte de geração de energia é baseado em dois pontos importantes: o investimento geral necessário para construir uma nova usina e os custos para o consumidor.

Para que uma nova usina seja, de fato, construída, é preciso analisar se as condições são favoráveis, como por exemplo, se o espaço escolhido dispõe de recursos suficientes (fontes renováveis e não-renováveis de energia), além da possibilidade da implementação das linhas de transmissão de energia que serão conectadas ao Sistema Integral de Energia (SIN).

O custo de uma linha de transmissão, inclusive, pode ser bastante elevado considerando o local onde a usina foi construída e sua distância até a subestação mais próxima.

O impacto ao meio ambiente causado pela construção de casa usina também pode ser visto pelo usuário na plataforma clicando no símbolo (!). Nas usinas eólicas, por exemplo, há o risco de aves se chocarem com as hélices, além do barulho grave dos motores quando em atividade, atrapalhando o sossego das pessoas que moram perto da área construída.

Já na construção de hidrelétricas, há o risco iminente de inundações na área desmatada devido à mudanças no curso do rio, que podem atingir diretamente a vida das pessoas que moram perto, como povos indígenas e população ribeirinha. 

Passo a passo de como entender o custo de geração de energia por fonte na plataforma #Quantoé?

  • Ao abrir o site quantoeenergia.escolhas.org, localize a tabela do lado direito com as sete fontes de energia;
  • Selecione a distribuidora de energia local. Em seguida, a ferramenta vai apresentar o valor que você paga atualmente; 
  • Arraste o botão que está em cima dos desenhos representando a usina de energia que deseja analisar. O valor pode chegar em até 100%;
  • Na parte inferior, vão aparecer os resultados referentes ao investimento, emissões e valor estimado da energia na conta de luz;
  • Lembrando que a cada alteração no cursor os cálculos serão refeitos.

 

Exemplo: Selecionando a companhia de energia CEMIG, para que 57% da energia produzida no estado de Minas Gerais fosse proveniente de usina térmica a carvão mineral, o investimento total seria de R$ 1889 bilhões de reais. Quanto à emissão de gases, cerca de 208,2 MtCO2e/ano. O valor cobrado na tarifa de luz ficaria de 314,83 R$/MWh.

Como vimos, a ferramenta #Quantoé? é simples e bastante útil. O que você achou deste conteúdo? Compartilhe agora mesmo nas suas redes sociais.

Compartilhar este post

Fique por dentro das nossas novidades. Assine nossa newsletter.