Peças genuínas: por que optar por elas?

Peças genuínas: por que optar por elas?

Utilizar um equipamento em boas condições é imprescindível para que seu trabalho flua com segurança e produtividade.

O que são peças genuínas?

Peças genuínas são aquelas auditadas pela empresa montadora dos veículos ou máquinas pesadas, que passam por um rigoroso processo de qualidade.

Elas são desenvolvidas e produzidas com todos os requisitos e características para se adaptarem perfeitamente ao equipamento, sendo utilizadas em sua linha de montagem.

A fábrica garante que as peças genuínas satisfaçam às necessidades específicas de seu maquinário.

Características:

  • Contêm o logotipo da fabricante da peça;
  • Têm um valor elevado no mercado;
  • São facilmente encontradas em estabelecimentos credenciados;
  • Apresentam garantia de adequação entre peças e equipamentos

Benefícios:

  • Não sobrecarregam os sistemas das máquinas
  • Diminuem as chances de acidentes
  • Aumentam a vida útil da máquina
  • Têm garantias de fábrica
  • Não demandam consertos frequentes
  • Geram maior economia a longo prazo
  • Melhoram a performance dos equipamentos
  • Asseguram a garantia da manutenção
  • Oferecem tranquilidade e segurança a quem as utiliza
  • Seguem padrões de qualidade, dentre outros

Peças genuínas X peças originais

Enquanto as peças genuínas seguem as especificações técnicas exigidas para a utilização na linha de montagem e sua comercialização ocorre somente nas redes de concessionárias autorizadas, as originais são as que se apresentam como substitutas delas, podendo ou não apresentar a mesma qualidade.

Apesar de sua adequação ou intercambialidade, podem ser diferentes em relação ao material utilizado em sua fabricação, à sua durabilidade, resistência, dentre outros fatores.

Elas são destinadas ao mercado alternativo e geralmente não apresentam a logomarca da montadora e sim, a da fabricante.

Peças paralelas

Conhecidas também como peças de reposição ou genéricas, apresentam preços atrativos, mas não têm qualidade, sendo desenvolvidas, na maioria das vezes, por fabricantes descomprometidos, ávidos pelo lucro, acarretando no aumento de gastos com a manutenção do equipamento.

 

Por serem de fabricação externa às montadoras dos veículos, não há como considerar um padrão uniforme de qualidade, representando, na maioria dos casos, um péssimo negócio.

8 bons motivos para não usar peças paralelas

  • Danos à credibilidade da empresa
  • Aumento dos custos com manutenção
  • Falta de suporte do fabricante
  • Risco de vida dos usuários
  • Avaria na carga
  • Atraso na entrega
  • Redução do índice de satisfação do cliente
  • Aumento do consumo do combustível

E aí, já está convencido que a utilização de peças genuínas é a melhor opção? Conte-nos sobre sua experiência e não deixe de compartilhar esse artigo nas redes sociais.

Compartilhar este post

Fique por dentro das nossas novidades. Assine nossa newsletter.