O que é um curto-circuito e como evitá-lo?

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Dê uma olhada nas tomadas da suas casa: quantas extensões ou benjamins estão conectadas à ela? E quantos equipamentos eletrônicos estão plugados ao mesmo tempo? Em algum momento você já notou o aparecimento de pequenas faíscas vindo da tomada ou então o superaquecimento dos fios e cabos conectados?

Essas situações descritas acima são alguns gatilhos para o início de um curto-circuito e que provocam uma verdadeira reação em cadeia, desde prejuízos materiais como graves acidentes. Segundo pesquisas, só no Brasil, cerca de 80% dos incêndios nas residências é ocasionado por curto-circuito.

Felizmente, com algumas medidas práticas, é possível evitar que seus equipamentos sejam atingidos por um curto-circuito, como por exemplo, estar atento ao modo de instalação da estrutura elétrica de uma residência.

No texto de hoje, você vai entender as principais causas de um curto-circuito e quais medidas podem ser aplicadas para evitar o problema.

O que é um curto-circuito?

É quando uma corrente elétrica alcança nível de força acima do normal dentro do circuito elétrico com tensão elevada. Quando essa corrente fica sobrecarregada, ocasiona queda abrupta de energia que, por sua vez, atinge o circuito.

Essa descarga veloz e de alta tensão danifica os aparelhos conectados à tomada, assim como toda a estrutura elétrica do espaço gerando calor e, consequentemente, a queima da estrutura e derretimento dos fios.

O que pode causar um curto-circuito?

Erros na instalação da parte elétrica; ligações feitas de forma incorreta ou clandestinamente;  alto número de fios conectados à uma mesma extensão (filtro de linha e benjamins), principalmente se forem de tensão diferentes; ausência de proteção nas tomadas; fios desencapados e falta de manutenção na rede elétrica são alguns exemplos.

Outro fator que pode ocasionar um curto-circuito é a ausência ou falha no dimensionamento dos fios e equipamentos conectados às tomadas e gerador de energia.

E como identificar se houve um curto-circuito?

Fique atento a estes sinais!

  • Queda de energia constante
  • Cheiro de queimado
  • Tomadas danificadas ou “sujas” de preto
  • Lâmpadas queimadas com frequência
  • Superaquecimento dos fios

Fusível e disjuntor: como eles podem proteger seus equipamentos?

Esses dois elementos são fundamentais em qualquer instalação elétrica. Ambos têm como função detectar com antecedência qualquer sinal de aumento na tensão da corrente e interrompe imediatamente sua circulação, deixando o circuito aberto para evitar maiores danos.

No entanto, durante essa interrupção, o fusível fica inutilizável. Já o disjuntor pode ser reativado normalmente após desligado.

Veja agora 7 dicas de como você pode prevenir seu sistema elétrico de ser atingido por curto-circuito!

  • Observe se a fiação utilizada está muito antiga. Se sim, faça sua substituição;
  • Também dê atenção especial ao local de instalação da tomada e rede elétrica
  • Evite conectar diversos aparelhos em uma mesma tomada;
  • Caso note oscilações no fornecimento de energia local, retire os aparelhos da tomada imediatamente;
  • Jamais coloque tapetes ou cortinas próximos a cabos e fios, pois durante um curto-circuito, há o risco de incêndio.
  • Compre tomadas, extensões, fios e equipamentos de boa qualidade, principalmente os fusíveis e disjuntores, observando sempre os níveis de tensão e potência máxima de cada um.
  • Vai viajar? Retire todos os aparelhos da tomada. Caso seja uma viagem longa, desligue a chave geral de energia.

E por último, mas não menos importante: faça uma manutenção regular de toda a parte elétrica a cada cinco anos, no mínimo. E sempre contrate um profissional especializado no assunto para não correr maiores riscos no futuro.

Para ajudar a manter o fornecimento de energia elétrica constante e sem oscilações, invista em um grupo gerador de energia!

Movido a diesel, gasolina ou a gás, os grupos geradores são ativados principalmente quando ocorre queda repentina de energia e em situações emergenciais. São equipamentos de alta performance que vão fornecer energia elétrica em sua máxima capacidade durante todo o período de uso.

Aqui na DCML, você encontra em nosso catálogo diversos modelos de geradores da marca Cummins, marca referência na fabricação de motores, geradores e outros equipamentos voltados para a geração de energia.

Mas, antes disso, que tal baixar o nosso guia completo de como escolher o modelo de gerador de energia ideal para seu negócio? Baixe agora e tenha acesso à todas as informações necessárias sobre o assunto!

Mais para explorar