6 maiores causas de falhas em geradores elétricos

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A função dos geradores elétricos é garantir o fornecimento contínuo de energia em casos de interrupção no suprimento da rede pública, ou em lugares remotos, onde não se conta com outras fontes. 

Então, nem é preciso lembrar que o equipamento precisa ser 100% confiável, para que não haja falhas justamente quando são mais necessários. Como eles não são frequentemente acionados, os problemas de funcionamento podem passar despercebidos até que a emergência aconteça. 

Por isso, é importantíssimo conhecer as principais causas de falhas em geradores elétricos e, assim, estar pronto para evitá-las. Siga a leitura do artigo e esteja preparado!

 

Por que acontecem falhas em geradores?

Vamos conhecer as principais causas: 

 

1. Mau funcionamento das baterias

Começamos pela causa mais frequente: as baterias. Normalmente, elas falham quando sulfatos de chumbo se acumulam nas placas, cortando a corrente. 

Para evitar transtornos, é fundamental seguir as instruções do fabricante, principalmente quanto aos intervalos de troca. Outra recomendação é usar sempre produtos selados. 

 

2. Falhas de refrigeração

Geradores elétricos são projetados para desligar em casos de superaquecimento. Vazamentos ou temperatura inadequada do líquido de arrefecimento podem ocasionar falhas na refrigeração. 

Se o sistema de arrefecimento não funcionar como deveria, o desligamento pode ocorrer algum tempo depois do aparelho entrar em operação, devido ao aquecimento. 

 

3. Vazamentos no sistema de alimentação também causam falhas em geradores

Normalmente, o problema é detectado a tempo, devido ao cheiro forte do combustível vazando. No entanto, caso a fuga de combustível não seja percebida, o tanque pode estar vazio ou com baixos níveis, justamente quando o equipamento se faz necessário.  

Da mesma maneira, falhas nos mecanismos indicadores de nível de combustível podem induzir a uma leitura errada da quantidade disponível no tanque. 

 

4. Carbonização

Os motores de geradores elétricos que operam por longos períodos com baixa carga podem sofrer um processo chamado de carbonização.  

Como isso acontece? Com o tempo, resíduos de óleo e combustível de má qualidade podem formar borras que se depositam nos componentes, prejudicando o funcionamento. Tais borras resultantes da carbonização podem se desprender e atingir pontos mais delicados do motor, levando a vazamentos e danos mais sérios 

 

5. Presença de ar no sistema de alimentação

Basta uma pequena quantidade de ar em um bico injetor para prejudicar o arranque do motor. 

Bolhas de ar no sistema de combustível podem ocorrer em geradores elétricos que não entram em operação com frequência. A solução é simples: basta fazer o equipamento funcionar uma vez por semana, pelo menos por cinco minutos.

 

6. Desarme de disjuntores

Se um gerador não funciona por causa de um disjuntor desarmado, é preciso verificar o que provocou tal desarme, em vez de forçar o funcionamento. Afinal, se o disjuntor desarmou foi para prevenir uma sobrecarga ou problema mais sério, pois esta é a função dele.

 

Como você viu, vários fatores podem ocasionar a falha no funcionamento de geradores elétricos. E o que fazer para prevenir tais falhas e garantir que o gerador estará operando com perfeição no momento da demanda? A resposta é simples: manutenção periódica.

A manutenção é fundamental para o bom funcionamento de qualquer equipamento. E isso precisa ser feito por quem entende do assunto, claro. 

Para garantir a eficiência de seus geradores elétricos, a DCML oferece contrato de manutenção sob medida para sua tranquilidade e segurança. Entre em contato com a empresa e conheça os planos oferecidos! 

 

Ficou mais tranquilo agora, sabendo de tudo isso? Então, compartilhe nosso artigo em suas redes sociais. Seus amigos também vão gostar de saber! 

Mais para explorar